SIM AS BATAS :Mateus Bota ] Sociologia


Tomei conhecimento através da última edição do Jornal Nova Gazeta – de 26 de Março de 2015, na sua página 18, que o ministério da educação prevê a substituição das “tradicionais” batas, pelo uniforme, no Ensino Geral e que a cor, modelo, tamanho e símbolos, assim como o preço estão a ser estudados de modos que estejam ao alcance de todos. Mas na minha modesta e humilde opinião é uma medida com a qual não concordo por varias razoes:

  1. Acho que a substituição das batas não deve ser uma medida prioritária, quando temos uma reforma que todos os dias é debatida e rebatida em diversos ciclos, e as pessoas são quase que unanimes que os resultados práticos desta reforma estão muito longe de aumentar/melhorar a qualidade de ensino, por mais que o discurso oficial seja contrario, fruto disso são os inúmeros erros que os manuais da reforma apresentam ouvi falar (pode ser que existam e não são publicadas) de uma medida se quer para a correcção destes erros.
  2. Ainda estamos numa fase em que a maioria das escolas do ensino primário não têm direito a merenda escolar, supostamente por incapacidade financeira, por isso existe a necessidade de se criar escolas “prioritárias”.
  3. Temos uma cidade como a de luanda, com mais de 6 milhões de habitantes e somente tem 3 escolas de Ensino especial, com este dinheiro teríamos feito um pouco mais na melhoria das condições de trabalho no ensino especial.
  4. Temos ainda problemas de distribuição de material ao ensino primário, quantas vezes ouvimos reclamações dos encarregados de educação, de que estes manuais não são distribuídos de forma gratuita aos alunos, como diz a lei, mas que na prática são obrigados a comprar os mesmos no mercado informal, mas o MED diz desconhecer a origem destes Manuais.
  5. Esta proposta foi feita no gabinete por “iluminados” que acham que sabem o que é melhor para os outros, ou foi feito antes um estudo/diagnostico? Quem fez? Como fez? Foi tida em conta a opinião dos alunos, que serão os destinatários dos uniformes? Quanto custará? Os preços vão ser estabelecidos com base em indicadores da cidade ou do rural? Se muitos pais não têm capacidade financeira para a compra de manuais, será que terão para o uniforme? Esta mudança é importante ou é necessária? Isso influência na assimilação dos alunos? Em período de crise, de onde virá o dinheiro para o Estado fazer este investimento? Qual será o retorno financeiro para o Estado? Quem e como vai ser gerido este dinheiro?
Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s